quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Como fazer a limpeza do cache DNS no Ubuntu Linux.

Boa Noite a todos...





Esse vídeo abaixo tem o intuito de demonstrar como fazer a limpeza do cache DNS nos sistemas Linux Ubuntu, Debian e derivados.










Fonte:  http://www.upubuntu.com/2012/05/how-to-flush-clear-dns-cache-under.html

terça-feira, 15 de julho de 2014

Como fazer a limpeza do cache DNS no Windows XP, 7, 8.

Boa Noite a todos...






       Esse vídeo abaixo tem o intuito de demonstrar como fazer a limpeza do cache DNS nos sistemas Windows qualquer Windows.








Obrigado a todos e até o próximo vídeo.


Fonte: Meus conhecimentos
Fonte de imagem: site: http://www.dicasparacomputador.com/

domingo, 18 de maio de 2014

Como medir a velocidade da internet via terminal no Linux.

Boa Noite a todos.



     Estou fazendo este POST para demonstrar como é possível fazer a medição de velocidade de internet via terminal no Linux, abaixo há um vídeo com a demonstração de como fazer isso. Também estarei deixando o link do Github, para baixar via WGET o software em python diretamente de lá e um link do BOX.NET para clicar e baixar o arquivo via http, caso tenham alguma dúvida postem aí que responderei assim que possível, um abraço a todos e até o próximo POST.





Links:
Via Box.net

Via Wget
wget -O speedtest-cli https://raw.github.com/sivel/speedtest-cli/master/speedtest_cli.py




Fontes: 
Speedtest.net  -   http://www.speedtest.net/

terça-feira, 13 de maio de 2014

Como definir IP FIXO no e-MTA Motorola SVG1202.

Boa Noite a todos.


    
Esse é o sexto vídeo de uma série que estou fazendo sobre e-MTA's, abaixo há uma demonstração de como configurar o e-MTA Motorola SVG1202 para receber um IP FIXO, o IP FIXO é utilizado em sua grande maioria por clientes empresariais os quais contratam um serviço de acesso a internet com IP FIXO para acessar diretamente seus servidores, gerenciadores de cameras (DVR's), roteadores, equipamentos para uso específico e etc... espero que consiga demonstrar no vídeo de forma clara, qualquer dúvidas postem aí que responderei assim que possível.
Obrigado a todos e até o próximo POST.



domingo, 11 de maio de 2014

Como configurar o e-MTA Motorola SVG1202 em modo Bridge (ponte).

Boa Noite a todos.

Esse é o quinto vídeo de uma série que estou fazendo sobre e-MTA's, abaixo há uma demonstração de como configurar o e-MTA Motorola SVG1202 em modo Bridge (ponte), espero que consiga demonstrar no vídeo de forma clara e qualquer dúvidas postem aí que responderei assim que possível.

Obrigado a todos e até o próximo POST.






sábado, 10 de maio de 2014

Como configurar a senha Wi-Fi no e-MTA Motorola SVG1202.

Boa Noite a todos.

Esse é o quarto vídeo de uma série que estou fazendo sobre e-MTA's, abaixo há uma demonstração de como configurar a senha Wi-Fi no e-MTA Motorola SVG1202, espero que consiga demonstrar no vídeo de forma clara e qualquer dúvidas postem aí que responderei assim que possível.

Obrigado a todos e até o próximo POST.





Como definir IP FIXO no e-MTA Arris TG862.

Boa Noite a todos.


Esse é o terceiro vídeo de uma série que estou fazendo sobre e-MTA's, abaixo há uma demonstração de como configurar o e-MTA Arris TG862 para receber um IP FIXO, o IP FIXO é utilizado em sua grande maioria por clientes empresariais os quais contratam um serviço de acesso a internet com IP FIXO para acessar diretamente seus servidores, gerenciadores de cameras (DVR's), roteadores, equipamentos para uso específico e etc... espero que consiga demonstrar no vídeo de forma clara e para quem gosta dos detalhes técnicos, também deixo abaixo um link para download das especificações técnicas deste e-MTA, qualquer dúvidas postem aí que responderei assim que possível.
Obrigado a todos e até o próximo POST.


Especificações Técnicas Arris TG862

terça-feira, 6 de maio de 2014

Como configurar o e-MTA Arris TG862 em modo Bridge (ponte).


Boa Noite a todos.


     Esse é o segundo vídeo de uma série que estou fazendo sobre e-MTA's, abaixo há uma demonstração de como configurar o e-MTA Arris TG862 em modo Bridge (ponte), o modo bridge serve para que o e-MTA passe do modo roteador para o modo modem,
direcionando um único IP válido de rede externa para um dispositivo que possa assumi-lo (servidor, dvr, etc...) ou gerenciá-lo (roteador), espero que consiga demonstrar no vídeo de forma clara, para quem gosta dos detalhes técnicos, também deixo abaixo um link para download das especificações técnicas deste e-MTA, qualquer dúvidas postem aí que responderei assim que possível.
Obrigado a todos e até o próximo POST.




Especificações Técnicas Arris TG862

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Como configurar a senha Wi-Fi no Arris TG862.

Boa Noite a todos.


      Esse é o primeiro vídeo de uma série que estou fazendo sobre e-MTA's,  abaixo há uma demonstração de como configurar a senha Wi-Fi no e-MTA Arris TG862, espero que consiga demonstrar no vídeo de forma clara, para quem gosta dos detalhes técnicos, também deixo abaixo um link para download das especificações técnicas deste e-MTA, qualquer dúvidas postem aí que responderei assim que possível.
Obrigado a todos e até o próximo POST.








Especificações Técnicas Arris TG862

domingo, 4 de maio de 2014

Como testar um controle remoto.


Boa Noite a todos.


      

Nesse post irei demonstrar como visualizar a luz infravermelha do seu controle remoto ou ouvi-la através de um rádio AM, mas primeiro vou detalhar algumas coisas sobre física e os que não estão interessados no blábláblá... pulem direto para os vídeos.

      



     


     
    Primeiro gostaria de explicar porque não conseguimos enxergar a luz infravermelha. Não conseguimos porque está fora do nosso espectro eletromagnético visível, (notar imagem abaixo) só conseguimos ver luz nas seguintes frequências, de 400 THz a 750 THz com comprimento de onda de 700 nm a 400 nm, isso quer dizer que seja nos limites ou acima ou abaixo dessa faixa já não enxergamos mais.





     Bom não gosto de copiar parte de artigos na integra mais acredito que do modo em que se encontra não vejo como explicar de forma melhor. Segue parte do artigo da wikipédia sobre espectro eletromagnético.



Natureza ondulatória da luz visível.

     

A luz que vemos com os nossos olhos é um tipo de radiação eletromagnética e fonte de energia radiante, pois transporta energia pelo espaço. Todos os tipos de radiações eletromagnéticas transportam-se no vácuo com velocidade de 3x108 m/s (velocidade da luz). A radiação luminosa é periódica, isto é, o padrão de picos ou depressões repetem-se em intervalos regulares. A distancia entre dois picos ou duas depressões é chamado comprimento de onda. O tempo que a radiação emite um comprimento de onda é chamado de período da onda eletromagnética, a quantidade de períodos que são emitidos por segundo é chamado de frequência. O comprimento de onda está diretamente relacionado com a frequência. Se o comprimento de onda é longo, existirão menos ciclos da onda passando por um ponto por segundo (baixa frequência). Se há mais ciclos da onda passando por um ponto por segundo, o comprimento de onda será menor (alta frequência).


Radiação Infravermelha

    

Agora que já tivemos uma ideia sobre como funciona a frequência e o comprimento das ondas eletromagnéticas vamos explanar um pouco a radiação infravermelha. Radiação Infravermelha A radiação infravermelha são ondas de comprimento de 1 mm até 700 nm, e frequência de 300 GHz a 400 THz e, portanto, não visíveis para o olho humano. É uma radiação não ionizante, por isso, sem efeitos danosos, (sem riscos de causar males como, por exemplo, câncer). No espectro de luz, está localizado depois da luz vermelha, daí surgiu seu nome. Apesar de não poder ser vista, a radiação infravermelha pode ser notada no corpo em forma de calor: terminações nervosas, chamadas termorreceptores, conseguem captar essa radiação. O comprimento de onda da radiação infravermelha está pouco acima do comprimento das ondas visíveis e está situada entre as ondas visíveis e as microondas. Tem, basicamente, quase todas as características das ondas que enxergamos (exceto o fato de ser visível). Dentro da classificação de radiação infravermelha, existem três, em relação ao tamanho da onda: a curta (0,5 a 1,5 micrômetros) a média ( 1,5 a 10 micrômetros) e a longa (10 a 1000 micrômetros). A curta é a mais parecida com a luz visível, sendo produzida por praticamente todas as fontes de luz. Também é captada por meios mais genéricos de estudo de luz como, por exemplo, chapas fotográficas e etc. Já as longas e médias se assemelham menos à luz visível e são mais complexas de serem feitas e estudada. Além disso animais como as cobras jibóias e jaracaras utilizam-se da visão em infravermelho para identificar suas presas, o mesmo acontece com os peixes piranha e dourado que vivem em águas escuras, e por incrível que pareça o mosquito também vê em infravermelho identificando as áreas mais quentes do nosso corpo com maior concentração sanguínea para nos picar, portando não adianta apagar a luz o mosquito enxerga no escuro. rsrsrs... Abaixo alguns exemplos além das aplicações do infravermelho utilizado pelos animais e em controles remotos. 




Óculos de visão noturna militar: 


















Termografia na área médica e elétrica e outras aplicações.




































Ondas de Rádio

       Ondas de rádio são um tipo de radiação eletromagnética com comprimento de onda maior (e frequência menor) do que a radiação infravermelha. Como todas as outras ondas eletromagnéticas, viajam à velocidade da luz no vácuo. Elas são geradas naturalmente por raios ou por objetos astronômicos. Artificialmente, as ondas de rádio podem ser geradas para rádios amadores, radiodifusão (rádio e televisão), telefonia móvel, radar e outros sistemas de navegação, comunicação via satélite, redes de computadores e em inúmeras outras aplicações. As ondas de rádio tem comprimentos de 10Km a 1mm e frequências 3KHz a 300GHz.



Radiocomunicações

        Embora utilizem a palavra rádio, as transmissões de televisão, rádio e telefonia móvel estão incluídas nesta classe de emissões de radiofrequência. Outros usos são áudio, vídeo, radionavegação, serviços de emergência (SOS) e transmissão de dados por rádio digital (RDS), tanto no âmbito civil como militar e também são utilizadas por radioamadores. De modo que para receber esses sinais de rádio, como por exemplo, de estações de rádio AM ou FM, uma antena de rádio deve ser utilizada. No entanto, como a antena irá captar centenas de sinais de rádio ao mesmo tempo, um sintonizador de rádio é necessário para sintonizar em uma frequência em particular (ou em uma faixa de frequência). Isso é tipicamente feito através de um circuito ressonante ou ressonador (que, em sua forma mais simples, é um circuito com um capacitor e um indutor). O ressonador é configurado para ressonar em uma frequência em particular (ou em uma faixa de frequência), de modo a amplificar os sinais de rádio em tal frequência, e ignorar os demais sinais.
Nesse contexto, é comum dividir as ondas hertzianas em faixas de frequência, que variam entre as frequências de 3kHz (muito baixas) a 300 GHz (extremamente altas). Essas bandas de frequências são classificadas em grupos, e estes grupos são comumente chamados por:

Ondas Longas de 30kHz a 300kHz - Utilizada para balizamento aéreo, navegação em sistemas LORAN, informações meteorológicas, pesquisas em camadas ionosféricas e radiosinalização para profundidades subaquáticas.
Ondas Médias de 3kHz a 3MHz - Transmissão de radiodifusão e com poucas estações nas Américas e Europa e elas estão sendo substituídas por estações de rádio FM que embora tenham um menor alcance provém maior qualidade de som tanto para voz quanto maior fidelidade na transmissão de músicas.

Ondas Curtas de 3MHz a 30MHz - Transmissão de radiodifusão AM, comunicação com aviões, embarcações e também utilizada no radioamadorismo.



Bom agora que já sabemos sobre o funcionamento do infravermelho e das ondas de rádio vou demonstrar em vídeo algo mais prático referente a isso, ou seja como identificar as ondas infravermelha do controle remoto através de uma camera digital e através de um rádio sintonizado nas frequências AM e aos interessados no funcionamento das cameras digitais vale a pena acessar o vídeo abaixo.



Como funcionam os sensores CCD das cameras digitais. 






























Como testar o controle remoto.    
 






























 Fontes:  Site Infravermelho - http://infravermelho.info/   
Wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Espectro_vis%C3%ADvel  
Wikipédia - http://en.wikipedia.org/wiki/Night_vision_devices   
Wikipédia - http://en.wikipedia.org/wiki/Infrared   
Wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Onda_de_r%C3%A1dio    
Wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Onda_longa  
Wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Onda_m%C3%A9dia   
Wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Onda_curta  
Wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/LORAN    
INPE - http://www.inpe.br/unidades/cep/atividadescep/educasere/apostila.htm  
Pixel Thermografics - http://www.pixelthermographics.co.uk/electrical.html  
E-How - http://www.ehow.com.br/animais-podem-luz-infravermelha-lista_68971/
Bill Hammack - Universidade de Ilinois - http://youtu.be/wsdmt0De8Hw